Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Somos uma multidão de iguais
Semelhantes em sonhos e ilusões
Direcções diversas na conquista
Dos ideais, universais
Não se escreve o nome de um homem
Em tudo o que ele faz
Mas onde ele põe suas mãos
Estão as digitais.

Não importa qual a cor do homem
Como ele se veste, de onde vem
de dentro de um castelo ou de um barraco
Ele é alguém com o que tem.

É guerreiro nessa disputa
E onde ele estiver
O respeito pela sua luta
É tudo o que ele quer.

Debaixo desse céu
Sob a luz do mesmo sol
Todo mundo é alguém.

Quem é quem? 
Quem é quem?
Nesse mundo todo mundo é alguém.

Da semente ao trigo quantos são 
Pra fazer chegar à mesa o pão?
Do barro até o topo de um arranha-céus

Quantos estão nessa missão?

Todo o ser humano é importante
Naquilo que ele faz
Às vezes por caminhos distantes
Mas todos são iguais

Por isso
Quem é quem
Se aos olhos de Deus
Todo mundo é alguém?

Quem é quem? Quem é quem?

Nesse mundo todo o mundo é alguém! 

adaptação de composição: Roberto Carlos

 



publicado por Sou às 16:45

 

Fotografia de: Eddie Adams

 

Sei que ninguém vai me tirar, a alegria de viver.
Pode tudo acontecer,
Nada me fará afastar da esperança.

Por tantas provas já passei,
Quantas lágrimas chorei,
Por um mundo que não sei compreender.
Com meus olhos de criança.

Mas hoje eu sei, que só através do amor,
O homem pode se encontrar,
Com a perfeição dos sábios.
Uma ambição maior, mais do que pode supor.
O império da razão.

Toda vã filosofia.

Por isso insisto em cultivar,
Os meus sonhos, a minha fé.
Esteja onde eu estiver, creio em você.
Eu estou em segurança.

adaptação de: letra de música de Roberto Carlos



publicado por Sou às 16:41
mais sobre mim
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
17

23
25
27

28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO