Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

  

 

crescer é  acolher tudo o que surge em nós, bom ou mau, bonito ou feio, sem preconceitos, bloqueios e sem nos censurarmos, por sentir essas emoções, descobriremos o contacto com o nosso espaço interior e com a nossa essência.

Observar as inquietudes que invadem o nosso espaço interior e acolher tudo o que é nosso, o que gostamos e o que não gostamos, é a via mestra para estarmos bem com nós próprios. É a partir do autoconhecimento que nos auto transformamos e aprendemos a gerir o nosso caráter.

Deixarmos a nossa essência  guiar-nos a desabrochar e a realizar o nosso caminho sem esforços e sem guerras interiores pela vida é o caminho para a felicidade. Dentro de nós próprios, no profundo há uma inteligência enorme, simples, natural que sabe sempre o que fazer e onde nos levar. Trata-se de não bloqueá-la, mas sim deixá-la fluir, para que nos indique o caminho.

 

 

 

  

 

retirado parcialmente de:  info@psico-online.net


publicado por Sou às 21:08

 

 

 

 

"Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o alguém da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!"

 Mário Quintana




publicado por Sou às 15:50
mais sobre mim
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15

23
26

27
28
29
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO