Segunda-feira, 08 de Fevereiro de 2010

 

 

 

 

 

 

“O ousado projeto da ilustração, sem metafisica e sem transcendência, soçobrou. A Revolução Francesa da conquista da Bastilha, e dos acordes emocionantes da Marselhas e, prometendo, Liberdade, Igualdade e Fraternidade, chegou a guilhotina e a terror institucionalizado.

Em nome da razão, dos avanços da ciência, sem a crença da metafisica e sem a transcedência. Surge o romantismo, que “é antes de tudo, reação à razão da ilustração. A razão, tornada absoluta pelos ilustrados franceses, deformavam o próprio homem. Esquecia-se que o homem também é coração” (VALLE , 2001, p.147).

“o termo ‘romantismo’ passou a indicar o renascimento dos instintos, da singularidade,  e das emoções  que o racionalismo predominante no século XVIII não conseguiu suprimir inteiramente”

Portanto, não nos resta duvida que romantismo, romântico (a), significa tudo o que envolve o sentidos e sentimentos das pessoas através de seus diversos modos ...

 

www.webartigos.com/articles/4674/1/O-Romantismo-Transormacoes-Na-Filosofia-Moderna/pagina1.html

 



publicado por Sou às 19:50
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO